Epis

Como realizar um Programa de Proteção Respiratória para sua empresa?

Programa de Proteção Respiratória

O Programa de Proteção Respiratória é fundamental para garantir a respiração dos colaboradores envolvidos nas empresas em que a qualidade do ar é comprometida, ou quando se trabalha com produtos que podem causar danos à respiração quando inalados. Com isso, os funcionários terão mais confiança na instituição, tornando-se uma forma de aumentar a produtividade da empresa.

Neste texto, você entenderá o que é o Programa de Proteção Respiratória, bem como quais são os principais benefícios e as práticas que devem ser realizadas para a execução do projeto. Dessa forma, você terá uma cultura de proteção e valorização dos profissionais.

Quer saber como implementá-lo no seu negócio? Continue a leitura e confira!

O que é o Programa de Proteção Respiratória (PPR)?

Em algumas atividades, é comum que existam riscos químicos e biológicos no ambiente de trabalho, devido tanto à falta de oxigênio no ambiente quanto à presença de agentes químicos e biológicos que podem ser perigosos para o indivíduo.

Antes de fazer a seleção de quais são os EPIs mais adequados para o ambiente de trabalho, é necessário fazer a Análise de Risco, elaborando o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) — necessário para que os riscos existentes no ambiente sejam compreendidos e identificados. Assim, a empresa oferecerá a proteção mais adequada para os colaboradores.

Um dos problemas que devem ser considerados é em relação à saúde respiratória dos funcionários. Por isso, a gestão do Programa de Proteção Respiratória (PPR) também deve ser incluída. Trata-se de um conjunto de medidas para fornecer segurança para a saúde dos trabalhadores que lidam com produtos químicos e biológicos que possam trazer riscos ao local de trabalho.

Objetivo

O objetivo do programa é controlar e diminuir as doenças ocupacionais, que são geradas pela exposição aos agentes químicos (poeiras, névoas, neblinas, gases e vapores) e biológicos presentes no ambiente de trabalho, podendo ocasionar danos a respiraçao do trabalhador.

Com o processo, seleciona-se os respiradores que devem ser utilizados pelos trabalhadores, além de avaliar quais são os riscos para a respiração dos colaboradores. As tarefas realizadas também são pensadas para que os perigos sejam minimizados ou eliminados do ambiente de trabalho.

Ou seja, o PPR pode ser definido como a identificação dos agentes químicos que atuam no ar da instituição. Conhecendo a composição dos produtos utilizados, torna-se mais fácil entender quais são os perigos que os colaboradores correm, bem como planejar a melhor proteção respiratória para eles.

Informações valiosas

Uma das principais etapas do desenvolvimento de um PPR é justamente a identificação de quais são os agentes químicos presentes no ar. Para obter a composição dos produtos utilizados, pode-se usar a Ficha de Informação e Segurança de Produto Químico (FISPQ), fornecida pelo fabricante ou mesmo pelo importador. A ficha tem o resumo dos efeitos que o produto pode causar à saúde, além de dados importantes quanto à segurança e toxicologia.

Quais são os benefícios do PPR?

Confira, a seguir, quais são os principais benefícios de contar com um Programa de Proteção Respiratória em sua empresa.

Aumenta a produtividade

Ter um funcionário que está saudável e tem consciência das ações da empresa para proteger a saúde dele faz com que a sua confiança aumente, impactando a sua produtividade nas tarefas realizadas.

Preserva a saúde do colaborador

Pode-se dizer que um dos principais benefícios da implementação do PPR é a saúde humana, evitando o desenvolvimento de problema respiratórios causados pelo ambiente ocupacional. Assim, é possível estabelecer medidas coletivas capazes de prevenir ou minimizar a contaminação do ar no local. Nesses casos podemos aplicar medidas coletivas para minimizar ou neutralizar os agentes presentes no ambiente e proteção individual para evitar danos a respiração do colaborador.

Evita ações trabalhistas

Quando a empresa atende às exigências da legislação com um Programa de Conservação Respiratória, as ações trabalhistas relacionadas são diminuídas, reduzindo os custos tanto com advogados, como com indenizações.

Reduz os custos com despesas médicas

Problemas respiratórios estão entre as doenças que mais afastam os colaboradores do trabalho, aumentando as despesas médicas. Se a empresa está atenta para e age para encontrar uma solução, ela terá menos despesas e maior produtividade.

Como realizar a implementação do PPR?

Para implementar o Programa de Proteção Respiratória, é necessário entender de forma detalhada qual é a realidade social, bem como o ambiente de trabalho existente. Depois, é hora de desenvolver ações para proteger a individualidade e coletividade. Veja alguns exemplos:

  • política elaborada pela empresa para a proteção respiratória;
  • abrangência das medidas;
  • indicação de quem administrará o programa;
  • verificação de quais são as principais regras e responsabilidades de todos os colaboradores envolvidos;
  • avaliação dos riscos respiratórios existentes;
  • seleção dos tipos de proteção mais adequados;
  • avaliação de quais são as condições psicológicas, físicas e médicas dos colaboradores.
  • treinamento e conscientização para a utilização dos respiradores, bem como para as melhores práticas;
  • realização do ensaio de vedação;
  • utilização do respirador e da política de barba;
  • manutenção, higienização, limpeza e inspeção dos respiradores;
  • política de estocagem e guarda.
  • utilização do respirador em casos de emergência, resgates e fugas;
  • avaliação da qualidade do ar e gás respirável;
  • revisões periódicas do programa;
  • registros dos resultados e práticas do programa.

O que é a máscara aura?

A máscara aura, por exemplo, é um dos equipamentos de proteção que podem ser utilizados. Ela é um respirador semifacial descartável, que protege o colaborador de inalar partículas e gases que tenham baixas concentrações e vapores orgânicos.

Para decidir se é necessário utilizar a máscara aura, deve-se fazer o estudo mencionada acima. Com ele, você saberá qual é o tipo mais adequado para a exposição da sua empresa, depois de considerar as condições de trabalho e as circunstâncias mais problemáticas.

Um dos principais benefícios dessa opção é o fato de ela ser descartável, o que elimina a necessidade de manutenção. Além disso, conta com grande poder de proteção.

Agora que você sabe sobre a importância e os benefícios do Programa de Proteção Respiratória, é hora de fazer os estudos necessários e colocá-lo em prática. É comum que muitas empresas fiquem apenas na observância das normas legais. Porém, é preciso mostrar que se importam ainda mais com os funcionários. Assim, a captação de talentos fica mais fácil e produtiva.

Quer receber mais artigos como este em sua caixa de entrada? Então, assine agora mesmo a nossa newsletter e receba nossos conteúdos exclusivos.

Comentários