Epis

Por que todos deveriam usar EPIs?

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) não são usados apenas como dispositivos de prevenção aos riscos, eles servem para antecipar os acidentes de trabalho, mantendo a integridade física dos trabalhadores.

Para cada tipo de atividade, é necessário analisar o risco e qual é o equipamento apropriado para assegurar a saúde física do colaborador, por exemplo, na construção civil um equipamento que não pode faltar é o Capacete de Segurança, claro que são necessárias as luvas e tantos outros, mas o capacete protege contra vários objetos que podem despencar de tetos, andaimes, paredes etc.

Aqui esclarecemos que os EPIs não devem ser usados apenas para exercer um trabalho formal. Um erro comum e que tem sido a causa de muitos acidentes é deixar de usar EPI para realizar atividades domésticas, manutenção em residências por amadores etc.

Vamos conversar sobre a importância de usar EPI sempre que uma atividade colocar em risco a integridade física dos indivíduos?

Manutenção em residências sem EPIs

Muitas pessoas desconhecem a necessidade de usar EPI para realizar alguns consertos em suas residências como, por exemplo, pintar o teto, lixar uma parede. Como fazer essas manutenções sem os óculos de segurança? O risco de ter os olhos atingidos por corpo estranho é enorme.

Membros do corpo corriqueiramente atingidos por falta de EPI são as mãos e a pele devido ao manuseio de solventes e demais produtos químicos sem luvas ou creme de proteção. Desde alergias mais simples, a queimaduras químicas a dimensão das lesões podem ter consequências que se estenderão por dias ou meses. Dependendo da extensão, a pessoa não perderá só a capacidade de executar suas atividades pessoais, bem como poderá ter que afastar-se do trabalho até que se recupere.

A queda de uma cadeira ou escada ao realizar um reparo pode ser muito perigoso, principalmente se o primeiro órgão a tocar o solo for a cabeça. Objetos ao caírem na cabeça alcançam maior velocidade e peso, causando estragos consideráveis. O uso de capacete para Proteção da Cabeça, principalmente de empresa confiável como os da MSA, evitam sérias lesões.

Não adianta manter o pensamento mágico de que fazer bem rápido o conserto poderá livrá-lo do acidente, se há um risco iminente, não deixará de existir porque você acelerou o processo.

Importância do uso de EPI

Diversas tarefas precisam ser executadas, mas são arriscadas e os riscos são conhecidos e podem ser dimensionados. Por isso, existem EPIs que os evitam ou reduzem os efeitos de acidentes de grandes proporções para lesões menores.

A Norma Regulamentadora 6 (NR-6) determina que as empresas são obrigadas a fornecer aos seus trabalhadores o EPI para desenvolver suas atividades laborais. Além de munir o colaborador com o EPI, as corporações devem orientá-los a usar adequadamente, bem como treinar e ensinar como é realizada a guarda e conservação.

A norma estipula EPIs para segurança em relação a:

  • proteção da cabeça;
  • proteção dos olhos e face;
  • proteção auditiva;
  • proteção respiratória;
  • proteção do tronco;
  • proteção dos membros superiores;
  • proteção dos membros inferiores;
  • proteção do corpo inteiro; e
  • proteção contra quedas com diferença de nível.

As empresas podem conscientizar seus colaboradores a usarem EPIs por meio de ações promovidas pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). De acordo com a NR-5, a CIPA tem como atribuição prevenir acidentes e doenças resultantes do trabalho, para conciliá-lo com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador. Além disso deve:

  • distinguir os riscos do processo de trabalho a fim de elaborar o mapa de riscos;
  • conceber plano de trabalho que viabilize ação preventiva;
  • verificar os locais e as condições de trabalho para distinguir situações de possam gerar risco;
  • disseminar e estimular o cumprimento das Normas Regulamentadoras;
  • realizar junto com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT) etc.

Você conseguiu notar o quanto utilizar EPI é importante para qualquer atividade que ofereça risco e que seu uso não deveria ser obrigatório apenas nas empresas? Por isso, compete aos profissionais que realizam a segurança do trabalho junto ao setor de recursos humanos e CIPA treinar os colaboradores para conscientizá-los. Uma vez que tiver consciência da própria segurança, o colaborador cuidará de si, de outros e estenderá a precaução mesmo fora do ambiente laboral.

Você conhece alguém que deixou de usar EPI e se acidentou? Gostaria de relatar sobre alguém que usou, mas de forma errônea e sofreu alguma lesão? Deixamos aqui um espaço aberto para dialogar conosco, contar experiências ou deixar um comentário.

Se quiser saber mais ou conhecer nossos equipamentos de proteção, entre em contato.

Até mais!

Dimensional DW | A Sonepar Company

Comentários