Material elétrico

Planta elétrica: como elaborar e identificar riscos?

planta elétrica

Antes de fazer uma instalação elétrica, é preciso planejar bem todas as etapas e o local onde cada componente ficará. Para isso, é preciso montar uma planta elétrica, um item que será muito útil durante todo o processo de instalação também nas manutenções periódicas.

Neste artigo, você entenderá a importância e os benefícios de criar uma planta elétrica e saberá quais são as etapas necessárias para construí-las. Além disso, você ainda verá como fazer uma tabela de previsão de cargas a fim de evitar possíveis problemas elétricos no local.

A importância de uma planta elétrica

Com a planta elétrica, é possível ter uma série de benefícios com relação à instalação elétrica em casas, prédios ou indústrias. Uma das primeiras vantagens de ter uma planta elétrica é que ela apresentará as especificações exatas e cada material que será utilizado, evitando que haja sobra ou falta, trazendo economia para todo o projeto.

Além disso, essa etapa também garante maior segurança para os futuros usuários daquele ambiente, já que é possível se certificar de que tudo estará de acordo com a NBR (Norma Brasileira), que apresenta os aspectos da segurança durante uma instalação elétrica.

Os eletricistas, quando seguem uma planta elétrica, contam com uma taxa maior de sucesso na instalação, já que os cálculos vão garantir o bom funcionamento. Ela também é muito útil na hora das manutenções, já que os profissionais poderão saber onde cada fio e componente se encontra.

As etapas da elaboração da planta elétrica

Análise da planta baixa

O primeiro passo para a elaboração de uma planta elétrica é conferir a quantidade de lâmpadas que serão necessárias no local. É também nessa etapa onde serão definidos a quantidade de tomadas e a função de cada cômodo, para assim apontar um número suficiente de tomadas.

Definição da quantidade de tomadas

Não é interessante que um local tenha tomadas de mais ou de menos. Por isso, é necessário combinar antes com o cliente essa questão, levando em conta a somatória das potências dos equipamentos do local, a fim de determinar a quantidade ideal de tomadas que aquele espaço terá.

Definição dos circuitos elétricos

A NBR 5410:2004 determina que os circuitos tenham em média 10 amperes de corrente elétrica. Por isso, é preciso definir corretamente onde adicionar um circuito dedicado a um aparelho de potência mais alta, como é o caso de um ar-condicionado ou um chuveiro.

Aferição do local de distribuição

Após conferir os circuitos elétricos, está na hora de definir onde ficará o quadro de distribuição, um equipamento projetado para receber a energia elétrica e distribuí-la para os circuitos ligados a ele. Depois, é necessário definir onde serão alimentados os pontos de consumo.

Definição da corrente elétrica

Para calcular a corrente elétrica do projeto e evitar que ela tenham mais de 10 amperes, é necessário realizar cálculos para encontrar o valor exato. Uma das contas utilizadas é I=P/V, sendo que I se refere à corrente elétrica, P à potência e V à tensão.

Dimensionamento dos disjuntores

Agora é hora de definir qual será o tipo de disjuntor utilizado na obra. Para saber a resposta, é preciso levar em conta o tipo de fornecimento elétrico utilizado na estrutura e qual o sistema de distribuição feito pela companhia elétrica.

Instalação dos pontos elétricos

Depois de finalizar toda a etapa de cálculo de potência, é preciso começar a adicionar na planta os pontos de iluminação na casa ou no escritório, além do local de cada uma das tomadas, tanto as de uso geral quanto as de uso específico.

Criação do diagrama unifilar

Por último, é hora de realizar os últimos ajustes na planta elétrica com o diagrama unifilar. Nele são apresentados a trajetória de todos os pontos e dispositivos, a fim de auxiliar os eletricistas que farão a instalação elétrica.

Ele também indica a alimentação da concessionária, os quadros de mediação e distribuição, bem como os circuitos finais. O diagrama unifilar é muito importante, já que mostra em quais eletrodutos os condutores passarão e qual a sua trajetória.

Como fazer previsão de cargas e cálculos para identificar riscos

Além da planta em si, também é importante tomar algumas medidas para saber se a carga está em um nível adequado para o seu uso naquela residência, prédio ou indústria. Para fazer essa verificação, é necessário fazer uma previsão de cargas.

Essa previsão é feita por meio do cálculo da Potência Ativa Local de todo o espaço. É importante que todos os dados sejam anotados em uma tabela, para melhor visualização e a possibilidade de fazer verificações futuras.

Utilize a planta baixa para verificar quais são a área e o perímetro de cada cômodo. Depois, é necessário criar uma tabela com os seguintes campos:

  1. recinto (nome do cômodo);
  2. dimensão (área e perímetro de cada espaço);
  3. iluminação (quantidade de lâmpadas, potência para cada cômodo e valor total de iluminação);
  4. tomadas de uso geral (informar a quantidade de tomadas em cada cômodo, sendo que, de acordo com a NBR 5410, é necessário ter pelo menos 1 tomada de 100 VA em cômodos iguais ou menores que 6 m²). Além da quantidade de tomadas, é preciso descrever a potência de cada uma e o total do cômodo;
  5. tomadas de uso específico (descrever a potência das tomadas que requerem uma carga maior, como as usadas para ligar, por exemplo, ar-condicionado ou chuveiros elétricos, além de adicionar o nome do aparelho e a sua respectiva potência).

Durante e após o processo de criação da tabela de previsão de cargas, consulte a ABNT 5410, para verificar se o projeto está de acordo com as normas brasileiras. Caso não esteja, faça os ajustes necessários antes de permitir o início da instalação elétrica.

Assim, entendendo a importância da planta elétrica, quais os passos necessários para criá-la e como fazer uma planilha de previsão de cargas, o planejamento elétrico da construção estará totalmente feito, garantindo segurança para os usuários do local e praticidade para os eletricistas. E lembre-se: sempre procure conversar com o cliente para entender suas necessidades em cada cômodo.

Para que uma instalação elétrica seja um sucesso, é preciso contar com materiais de qualidade, por isso, confira o que a 3M pode oferecer a você!

Comentários