Epis

É possível reduzir custos de acidentes de trabalho?

custos de acidentes de trabalho

Ter uma empresa com altos custos de acidentes de trabalho não é algo bom. Além de aumentar a insegurança para os colaboradores e deixar o clima empresarial mais tenso, a lucratividade da instituição diminui, uma vez que haverá mais gastos com multas e pessoal.

Portanto, é essencial que a empresa pense nas melhores formas para deixar o dia a dia do trabalhador mais seguro e eficiente. Dessa forma, além de economia, os colaboradores conseguirão aumentar a produção e terão mais confiança na liderança empresarial.

Além disso, as empresas são importantes elos sociais, uma vez que as medidas de segurança diminuem a quantidade de pessoas que dependem do serviço público e que precisam de utilizar os serviços dos hospitais.

Neste texto, você entenderá como a segurança é útil para diminuir os custos, bem como o que pode ser feito para conseguir melhores resultados. Quer reduzir os gastos? Então, veja agora o que fazer! Boa leitura!

Como a segurança ajuda a reduzir os custos com acidentes de trabalho?

A seguir, entenda como investir em segurança pode fazer com que os custos da empresa diminuam.

Menos paralisações na produção

Um acidente não ocorre sem que a produção da empresa sofra algum tipo de dano, não é mesmo? Quando isso acontece, a companhia terá mais dificuldades em atingir a meta programada, o que gerará mais custos.

Além disso, acidentes trazem maior insegurança para os demais colaboradores, uma vez que eles também terão medo de que qualquer problema ocorra com eles.

Diminuição do número de afastamentos

Afastamentos nunca são bons. Com a falta de um colaborador, os demais deverão se desdobrar para conseguir manter a produtividade. Com isso, podem sofrer maior desgaste físico e mental.

Caso a empresa decida contratar outro funcionário ou aumentar o tempo de trabalho, maiores custos surgirão para a instituição. Ou seja, ela deve fazer de tudo para evitar que os afastamentos aconteçam, bem como saídas voluntárias.

Aumento e manutenção da produtividade 

Quando a segurança na empresa é privilegiada, os resultados são positivos. Em vez de apenas manter a produção, ela pode ser ampliada, uma vez que os colaboradores se sentirão mais seguros em realizar as tarefas.

Da mesma forma, a saúde mental poderá ser melhorada, o que fará com que menos afastamentos por problemas de saúde aconteçam, aumentando, também, a produtividade de toda a equipe.

Redução de ações judiciais

Além de prejudicar a produção da empresa e aumentar os custos com a equipe, os acidentes no trabalho podem gerar ações judiciais. Por isso, ao tomar as melhores decisões quanto à segurança dos colaboradores, a empresa também estará diminuindo as possibilidades de sofrer duras ações judiciais.

Vale lembrar que o valor julgado para as ações não será o único gasto, já que as custas advocatícias também deverão ser arcadas pela empresa — valor que pode ser ainda mais alto quando as partes recorrem das decisões das primeiras instâncias.

Melhora na imagem empresarial

Com a Internet, qualquer problema que uma empresa tem é visto rapidamente por milhares de pessoas. Assim, a reputação da empresa é perdida e muito esforço precisará ser feito para mitigar os problemas causados à imagem da marca, já que outras empresas parceiras e os próprios consumidores valorizam muito a forma com que as instituições se portam.

Quais ações podem ser aplicadas para diminuir os acidentes de trabalho?

Quando o assunto é acidentes de trabalho, o Brasil ocupa a 4ª posição no ranking mundial. Entretanto, há formas para evitar tais problemas, diminuindo os gastos para as empresas e aumentando a qualidade de vida dos colaboradores.

Veja, a seguir, algumas ações essenciais para que a instituição aumente a segurança no ambiente de trabalho.

Utilize EPIs de qualidade

Para dar maior segurança aos colaboradores e diminuir os riscos de acidentes, é fundamental utilizar os equipamentos de proteção individual (EPI).

Normalmente, a quantidade de EPIs depende da atividade a ser desenvolvida. Entretanto, os kits costumam contar com:

  • botas;
  • luvas;
  • roupas antichamas;
  • capacetes;
  • óculos de proteção.

Por questão de segurança, a instituição não deve procurar pelos materiais mais baratos. Ao primar pelos itens com maior qualidade, a corporação verá uma série de benefícios.

Primeiramente, será possível notar uma diminuição no número de acidentes. Além disso, os colaboradores vão passar a dar mais valor à proteção oferecida pela empresa. Com isso, ficarão mais satisfeitos com a segurança oferecida e produzirão ainda mais.

Crie políticas específicas

Embora seja importante seguir as normas técnicas, cada empresa tem suas próprias especificidades. Por isso, é interessante criar políticas específicas para as ações, visando maior uniformidade da equipe e, principalmente, segurança ao grupo.

Invista em treinamentos

Não adianta ter equipamentos de qualidade e políticas bem específicas, se os colaboradores não conseguirem utilizar os equipamentos e seguir as normas estipuladas.

É fundamental que eles recebam os treinamentos adequados. Com maior capacitação, eles agirão com mais segurança e terão participação na própria saúde do trabalho. É primordial que eles entendam que a segurança de cada um depende de suas ações.

Se acontecer um acidente, os profissionais devem estar capacitados para realizarem os primeiros socorros. Dessa forma, problemas maiores poderão ser evitados. Para tanto, eles devem estar capacitados, uma vez que uma manobra má realizada pode dificultar ainda mais o atendimento profissional.

Documente os acidentes ocorridos

Embora as empresas possam agir para minimizar os riscos de acidentes, eles ainda acontecem. Nesse caso, deve-se realizar um relatório completo, contendo os nomes dos envolvidos, a causa, o que poderia ter sido feito para evitá-lo, bem como o que a instituição fará para que casos como esse não aconteçam novamente.

Sinalize as áreas mais perigosas

A sinalização é uma forma de conseguir diminuir o índice de acidentes de trabalho na sua instituição. Para isso, os lugares perigosos precisam ter a sinalização adequada, que precisa ser entendida por todos.

As áreas com maior risco são locais em que:

  • há trabalho de eletricistas;
  • há exposição de fios elétricos;
  • há presença de buracos;
  • há incidência de gases.
  • o ambiente é fechado;
  • o piso é escorregadio ou é molhado.

Para conseguir reduzir os custos de acidentes de trabalho, a empresa precisará analisar qual é o estágio de segurança no momento. A partir dos dados, será mais fácil definir quais medidas tomar para reduzir tais índices.

Com isso, os gastos com multas e pessoal serão menores, fazendo com que a empresa tenha mais recursos para investir em outras áreas. Vale lembrar que a medida é fundamental, uma vez que o próprio colaborador deve zelar pela segurança dele e dos demais.

Se você gostou deste post e quiser saber mais sobre segurança, entenda o que é a NR 6 e como ela é útil para a sua instituição!

Comentários