Como realizar o cálculo de queda de tensão?

Como realizar o cálculo de queda de tensão?


Usa-se a eletricidade para diversas atividades do dia a dia: cozinhar e esquentar alimentos, recarregar o celular e, até mesmo, trabalhar é uma tarefa que pode depender totalmente de ter uma energia elétrica estável.

Quando ocorre uma queda de tensão, além de impossibilitar a realização dessas atividades, pode danificar equipamentos. Por isso, aprenda agora como evitar esse problema, realizando o cálculo de queda de tensão.

O que é a queda de tensão?

Quando acontecem oscilações de energia ou quedas abruptas da mesma, isso significa que a energia do local está com baixa tensão. Ou seja, não está chegando energia suficiente para manter os equipamentos ligados.

Isso acaba causando a famosa situação de ligar o chuveiro e as luzes da casa ficarem mais fracas ou desligando os equipamentos por completo, de forma inesperada. Equipamentos que sofrem com queda de tensão frequentemente podem ser danificados e parar de funcionar.

Uma das causas da queda de tensão é uma má instalação elétrica. Outra causa seria a utilização de equipamentos em uma voltagem diferente do que a tensão recomendada para determinada tomada. Ao ligar um aparelho de 220 volts em uma tomada de 127 volts, o aparelho trabalhará com menos força, além de sofrer danos no longo prazo.

Qual o impacto da queda da tensão?

Como falado anteriormente, a queda de tensão causa a falta de energia e, até mesmo, danifica alguns equipamentos. Outra consequência da baixa tensão é o início de curtos-circuitos, que podem se transformar em pequenos incêndios dentro da sua casa ou empresa. Por isso, é preciso muito cuidado!

Como realizar o cálculo de queda de tensão na prática?

Para poder se prevenir contra futuras tensões ou entender o impacto que uma queda de tensão surtiu em seus equipamentos, é possível realizar um calculo simples. Assim, você saberá o valor da queda de tensão em Volts.

1. Fórmula utilizada

O cálculo se dá pela fórmula:

ΔE%=100*ΔE/E

2. Elementos necessários

  • ΔE% = porcentagem da queda de tensão (esse é o valor que encontraremos)
  • ΔE: queda de tensão em volt
  • E: tensão em volt

3. Cuidados essenciais

Para realizar esse cálculo, você precisa, primeiramente, encontrar os valores de cada elemento do cálculo. A tensão do equipamento está informada no próprio produto, na forma de adesivos ou grafado no aparelho (geralmente, podem ser em 127V ou 220V).

Para saber o valor da queda de tensão em volt, é preciso realizar outra conta:

ΔE= 2R*I*Cosθ

Sendo que:

  • R = resistência elétrica por fase em ohm
  • I = corrente elétrica em ampere
  • Cosθ = fator de potência

O que fazer para evitar a queda da tensão?

Agora que você já sabe sobre os perigos da queda de tensão e como fazer o cálculo, veja outras maneiras de evitar a queda de tensão e trazer mais segurança para os frequentadores do local e não sofrer prejuízos com a perda de energia e blackouts.

Utilizar um condutor elétrico de seção maior

Para evitar quedas de tensão em circuitos elétricos longos, utilize um condutor elétrico de seção maior. Assim, a corrente elétrica terá mais força para passar por toda a condução e chegará aos seus equipamentos na carga correta.

Utilize estabilizadores de tensão

Outra forma de evitar quedas de tensão e picos abruptos de energia é com a utilização de estabilizadores. Atualmente, existem três tipos: nobreaks, filtros de linha e estabilizadores convencionais.

Os filtros de linha são indicados para evitar as altas tensões, como em casos de raios elétricos. O fusível existente no filtro queima, evitando que a corrente passe para os equipamentos conectados.

O estabilizador, muito utilizado em computadores desktop, serve para distribuir a tensão elétrica nos diversos equipamentos conectados, como o gabinete e os monitores. Assim, nenhum deles ficará com falta ou excesso de tensão.

Já os nobreaks, além de distribuírem a tensão de forma igualitária e suficiente, conta com baterias internas, fazendo com que os equipamentos ligados a ele continuem funcionando, mesmo em caso de quedas de energia. Você conseguirá salvar seus projetos importantes (no caso de computadores) e poderá desligar os seus equipamentos de forma segura, até que a energia volte.

Faça manutenção da rede elétrica

Toda a rede elétrica da sua casa ou escritório precisa ser revisada, pelo menos, a cada dois anos. É muito importante que essa verificação seja feita por profissionais, que podem indicar possíveis problemas na sua fiação.

Verifique fios e tomadas

Veja se os fios, cabos e tomadas estão devidamente encapados e, em caso de animais e crianças em casa, compre protetores para as tomadas, evitando que eles levem choques.

Ajuste corretamente o seu chuveiro elétrico

Especialistas indicam que a temperatura do chuveiro só deve ser mudada com ele desligado. Ao deixar a água mais quente enquanto ele estiver ligado, aumentará as chances de o aparelho entrar em curto ou que a pessoa leve choques, já que os banheiros são lugares muito úmidos.

Resolva choques na geladeira

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, geladeiras não devem dar choques. Se a sua estiver com esse problema, o recomendável é que ela seja trocada ou levada para um local onde será menos usada, como uma casa de praia.

Desligue a fonte ao trocar lâmpadas

Qualquer atividade que necessite mexer com a fiação ou com a energia necessita que a fonte seja desligada. Por mais que o choque ao trocar uma lâmpada seja pequeno, ele poderá desequilibrar, fazendo com que você caia de uma grande altura e se machuque. Em casos mais graves, poderá ser levado à morte.

Não abuse dos conectores

Os famosos T’s ou benjamins quebram um grande galho. Entretanto, só plugue mais de um equipamento em um mesmo adaptador se tiver certeza de que eles têm uma baixa tensão. Caso contrário, poderá sobrecarregar a rede e causar curtos.

Assim, entendendo o que é e como se faz o cálculo de queda de tensão, além de conhecer outras formas de evitar que sua casa ou escritório tenham perdas por conta de uma oscilação elétrica, você terá equipamentos que durarão mais tempo. Além disso,e não precisará se preocupar com curto circuito ou com outras consequências decorrentes da baixa tensão.

Conhece mais alguma dica de como evitar problemas com a eletricidade doméstica? Deixe a sua sugestão nos comentários e ajude mais pessoas!

 

 

Escrito por:
Dimensional
Administrador do Blog Dimensional


Tags

Categorias

Arquivos

Deixe o seu comentário!

Os comentários estão com moderação e será liberado o mais breve possível.

* Os campos são obrigatórios. Por favor, insira suas informações no caminho certo, na área de texto principal, deixe seu texto de comentário ou responda.